MPES e TCE-ES alinham estratégias para aumentar a cobertura vacinal infantil no Espírito Santo

Com o objetivo de unir esforços para aumentar a cobertura vacinal infantil no Estado, a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), Luciana Andrade, e a dirigente do Centro de Apoio Operacional de Implementação das Políticas de Saúde (Caops), promotora de Justiça Inês Thomé Poldi Taddei, receberam o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES), conselheiro Rodrigo Chamoun, e o conselheiro Domingos Taufner, na quarta-feira (13/04).

Ao abrir a reunião, a procuradora-geral de Justiça ressaltou a importância do tema e explicou que a instituição vem desenvolvendo nos últimos meses uma força-tarefa com todos os promotores de Justiça do Estado das áreas da saúde, educação e infância e juventude no sentido de ampliar toda a cobertura vacinal, e não somente a da Covid-19.

Em seguida, a dirigente do Caops, promotora de Justiça Inês Thomé, apresentou algumas medidas que o MPES vem adotando desde janeiro de 2022 junto aos municípios  para reforçar a importância da vacinação, trabalhando com foco naqueles onde o percentual de cobertura vacinal está mais critico. Inês Thomé destacou que a cobertura vacinal no Estado está abaixo do ideal. Nesta semana, informou a promotora de Justiça, foram expedidas notificações recomendatórias para representantes das secretarias de Estado da Saúde e da Educação, representantes de secretários municipais de Saúde (COSEMS) e de Educação (Undime), sindicato das escolas privadas (SINEPE) e Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes).

Na reunião, o presidente do TCE-ES também apresentou um relatório feito pelo órgão que mostra que a vacinação de crianças contra a Covid-19 no Estado está ocorrendo de forma desigual e salientou ainda a necessidade de levar mais informação à sociedade para combater as notícias falsas sobre efeitos das vacinas, fazendo com que os pais não tenham medo de vacinar seus filhos. 

Também participaram do encontro a promotora de Justiça e assessora do Gabinete da procuradora-geral de Justiça Cláudia Santos Garcia e as auditoras Claudia Mattiello, Maytê Cardoso Aguiar.